Loading...
Proteção Animal

Saiba o que é a posse responsável de animais

Ter um bichinho de estimação requer muita dedicação. Os animais precisam de alimentação adequada, água fresquinha, vacinas, consultas veterinárias, passeio, espaço, amor e carinho. Muitos adotam os bichinhos sem poder oferecer todos os cuidados que eles precisam. O resultado? Não conseguem cuidar, o cão ou gato cresce, dão mais trabalho e acabam sendo abandonados por aqueles que deviam zelar pelas suas vidas.

É por isso que é muito importante divulgar a posse responsável, ou seja, de que é obrigação do tutor manter seu animal de estimação bem, com bom estado de saúde, respeitando suas necessidades e sem permitir que sofram maus tratos. Você já conhecia isto?

Saiba mais sobre a posse responsável

Manter o bem-estar animal é responsabilidade de quem adota um bichinho de estimação e é isso que é chamado de posse responsável. Na cidade de São Paulo foi até criada uma lei que fala as obrigações do tutor e um pouco do cuidado com os animais que a pessoa deve ter.

LEI N.º 13.131, 18 de maio de 2001, “disciplina a criação, propriedade, posse, guarda, uso e transporte de cães e gatos no Município de São Paulo”. Dentre os pontos que citados como obrigatório estão:

  •          Todos os cães e gatos do Município de São Paulo deverão ser registrados no órgão municipal responsável pelo controle de zoonoses;
  •          Todo proprietário de animal é obrigado a vacinar seu cão ou gato contra a raiva;
  •          Todo animal deve ser levado para passear usando coleira e guia adequadas ao seu tamanho e porte. A pessoa deve ter condições de controlar os movimentos do animal;
  •          Os cuidados básicos também estão na lei. “É de responsabilidade dos proprietários a manutenção de cães e gatos em condições adequadas de alojamento, alimentação, saúde, higiene e bem-estar, bem como a destinação adequada dos dejetos”; 
  •          Os animais devem ficar em local no qual não tenham como fugir, para impedir que agridam pessoas ou outros animais.

Como garantir o bem-estar do pet?

Está pensando em adotar um animal de estimação? A primeira coisa a ser feita é observar se você tem condições de ser um bom tutor e de qual animal. Por exemplo, se você mora em um apartamento, não deve escolher um cão de grande porte. Eles precisam de espaço e de bastante movimento e em um apartamento isso não será possível. Assim, um cão de pequeno porte seria mais indicado.

Um gato pode ser uma boa opção, lembrando que para evitar acidentes, antes de levar o bichano para casa você terá que telar as janelas. Além disso, terá que estimular a diversão e o movimento do felino.

Outro ponto importante é castrar os animais para impedir que se reproduzam e que os filhotinhos acabem ficando sem um lar adequado. Lembre-se de que há muitos cães nas ruas e falta lares para eles. Castrar é uma maneira de impedir que mais animais acabem nascendo, indo para pessoas que não estão aptas a cuidades deles e terminem abandonados nas ruas. 

Antes de adotar um animal, lembre-se de que por muitos anos você terá que garantir um espaço adequado, ração de qualidade, consultas veterinárias, vacinas, passeios, brincadeiras e muito carinho. Está preparado para tudo isso? Então leia muito sobre o seu animal preferido e prepare a casa para a chegada dele. Só depois disso adote.

Não se esqueça de agendar a primeira consulta para o novo integrante a família. Visite o médico veterinário! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com